Menu

Notícias

13/03/2018

Diário Matinal Coinvalores - 13 de março de 2018

 

Bom dia,

Varejo inicia o ano em alta. As vendas no varejo subiram 0,9% em janeiro, na série com ajuste sazonal, frente a última leitura, enquanto que na comparação anual houve alta de 3,2%. O crescimento foi disseminado entre cinco das oito atividades, com destaque para hipermercados e outros artigos de uso pessoal e doméstico. Já no varejo ampliado, houve queda de 0,1% ante dezembro de 2017, com a melhora em veículos e motos sendo compensada pelo menor volume em materiais de construção. 

a

CPI em destaque nos EUA. Estimativas apontam para um arrefecimento dos preços ao consumidor em fevereiro, inclusive no núcleo (que exclui itens mais voláteis), o que pode acalmar o mercado quanto a uma postura mais agressiva do Fed na alta dos juros. Ademais, os investidores também seguem atentos ao noticiário político, tendo em vista a possibilidade de Trump isentar outros países da tarifa sobre importação de aço e alumínio.

Bolsas avançam. Diante de uma agenda macro vazia, na Europa, os índices operam com leve valorização nesta manhã, à espera da inflação norte-americana. Na Ásia, o dia também foi de ganhos modestos, na maior parte das Bolsas, com exceção de Shanghai, que recuou, principalmente, por preocupações em torno das mudanças promovidas pelo governo no âmbito dos órgãos reguladores e do próprio Banco Central.
 

 

aCCR (CCRO3) forma comitê para apurar denúncias. A companhia anunciou que o consultor, André Béla Jánszky, e o ministro aposentado do STF, Carlos Mário da Silva Velloso, se juntarão aos membros independentes do conselho da companhia e que o escritório TozziniFreire Advogados será o assessor legal do comitê e contratou a Control Risks, empresa que presta consultoria de investigação corporativa. Como já comentamos, consideramos que o perfil de risco da companhia mudou drasticamente após as denúncias, mas que os papéis estão bem descontados, por conta das quedas decorrentes dessa mudança brusca. Dessa forma, se tornou um ativo interessante para investidores com perfil mais arrojado.

Resultado sólido da Aliansce (ALSC3). A companhia mostrou boa evolução nos seus números, com destaque para ganhos de margem. No trimestre, ainda vemos uma pressão nos preços dos aluguéis, que cresceram menos que no ano anterior. Por outro lado, as vendas nas lojas dos shoppings da companhia apresentaram avanço, o que ajuda no aluguel percentual. A taxa de ocupação nos shoppings da Aliansce ficou praticamente flat entre os 4T16 e o 4T17, de 96,0% para 96,1%. Por estar bem alavancada, 3,8x de relação dívida líquida / EBITDA, a redução dos juros teve um impacto bem positivo no bottom line da companhia. O FFO, espécie de lucro líquido ajustado do setor, que tenta limpar os itens não-caixa do resultado, avançou 29% entre os períodos analisados, com grande salto nas margem FFO. Esperamos reação positiva do mercado, em que pese o bom desempenho recente dos papéis na Bolsa.

Ser Educacional (SEER3) confirma que está negociando a compra da Unigranrio. Em meio às notícias recentes que foram divulgadas, a Ser informou via fato relevante que está negociando a compra da Unigranrio, instituição de ensino superior que atua em todos os estados do sudeste do país e em Santa Catarina, com cursos de graduação, pós-graduação e extensões, tanto no segmento presencial quanto no ensino à distância. Não é novidade que a companhia buscava ativos no mercado, mas entendemos que a confirmação da possível aquisição deverá movimentar seus ativos em bolsa no curto prazo, embora nenhum detalhe financeiro da transação tenha sido apresentado.

JCP da OdontoPrev (ODPV3). Serão pagos R$ 15,1 milhões em juros sobre o capital próprio que corresponde a R$ 0,02 líquido por ação, aproximadamente, e equivalente a um yield de somente 0,1%. Terão direito ao provento os investidores que estiverem posicionados ao fim do próximo dia 15, as ações ficam ex-JCP nesta sexta-feira e o pagamento será feito em 04/04/2018.

Carrefour Brasil (CRFB3) anuncia expansão do Atacadão. Em seu primeiro investor day, a companhia reforçou a sua estratégia de crescer via abertura de lojas e no desenvolvimento de seu canal digital. Para 2018, a companhia projeta investir R$ 1,8 bilhão, grande parte destes recursos será para abertura de lojas, sendo 20 lojas do Atacadão e 20 do modelo Express e para o aperfeiçoamento de seu e-commerce. Até o final deste ano, a companhia pretende integrar todas as suas operações digitais e aumentar a participação do marketplace tanto em alimento quanto em não alimento. Outros pontos destacados foram a melhora em sua financeira com bom desempenho dos cartões Carrefour e Atacadão e o melhor aproveitamento de sua parte de administração de propriedades. Consideramos a reunião bem produtiva e todos os movimentos de expansão e melhorias em seu e-commerce, além de suas outras operações, devem gerar melhorias em seus futuros resultados.
 

AGENDA DE DIVIDENDOS
 

  
 

AGENDA DE RESULTADOS


Bons negócios


« Voltar