Menu

Notícias

30/04/2018

Diário Matinal Coinvalores - 30 de abril de 2018

 

Bom dia,

Projeções para taxa de câmbio e IGP-M levemente revistas para cima. Dois principais destaques no Boletim Focus desta semana. Primeiro o indicador de inflação que, após a alta de 0,57% em abril divulgada na sexta-feira passada, teve a previsão mediana subindo de 4,59% para 4,78% para este ano e de 4,40% para 4,44% ao final de 2019. Em relação à taxa de câmbio, apesar da pressão recente que levou a cotação acima dos R$ 3,50 na semana passada, as projeções foram timidamente altistas passando de R$ 3,33 para R$ 3,35 no fechamento de 2018. Além do Boletim Focus, a agenda de indicadores de hoje reserva a apresentação do resultado primário do governo referente ao mês de março, cuja estimativa de mercado indica novo déficit fiscal.

a

PMIs chineses melhores que o esperado. Ontem, saíram as sondagens econômicas relativas ao mês de abril que continuaram indicando expansão da atividade. O indicador do setor de serviços avançou para 54,8 pontos, ante 54,6 na leitura anterior e 54,5 da previsão de mercado. A sondagem industrial teve uma pequena desaceleração de 51,5 pontos em março para 51,4 neste mês, mas ficou acima dos 51,3 pontos estimados. Com esses dois resultados, o PMI composto teve ligeira elevação para 54,1 pontos frente os 54,0 registrados no mês passado.

Prévia do CPI alemão levemente abaixo esperado em abril. De acordo com dados preliminares, o CPI harmonizado deve apresentar ligeira queda de 0,1% na comparação com março, quando a expectativa inicial era de estabilidade nos preços ao consumidor. Na comparação anual, o índice harmonizado deve ficar em 1,4% nesse mês. Os dados definitivos serão anunciados em 16 de maio.

Agenda cheia nos EUA. Principal indicador do dia é o deflator do PCE, índice de inflação usado pelo Fed para balizar a política monetária americana. E a expectativa de mercado é que o indicador (e o seu núcleo) atinja o patamar de inflação que o banco central americano estipula como meta. O índice ganha importância também pela proximidade com a reunião do FOMC, que anuncia sua decisão na quarta-feira e pode adotar um tom mais hawkish se a inflação de fato ultrapassar os 2,0%, apesar do mercado seguir apostando na manutenção da taxa de juros nessa reunião. Destaques também para o PMI calculado pelo ISM de Chicago e para a sondagem industrial do Fed de Dallas.

Bolsas no azul. Nessa segunda o mercado inicia a semana otimista após os dados positivos dos PMIs chineses e na leitura também positiva do primeiro encontro entre os mandatários das duas Coréias. Na Ásia, as Bolsas que tiveram pregão hoje fecharam com boa alta. As Bolsas europeias operam em alta mais comedida que a vista nos pregões asiáticos, à espera dos dados americanos comentados acima.
 

 

aCaptação de alunos da Kroton (KROT3) cresce 3,4%. A instituição de ensino superior apresentou os números do ciclo de captação de estudantes no 1º Sem/18, onde a base total em graduação registrou 957,9 mil matrículas, sendo 406,0 mil no ensino presencial e 551,9 mil no segmento EAD. Ingressaram 332,8 mil alunos neste semestre, superando em 3,4% as 312,1 mil novas matrículas no mesmo período de 2017. Além dos números da captação, destaque positivo também para as quedas nas taxas de evasão de estudantes, que no ensino presencial ficou em 11,2% neste 1º Trim/18 ante 12,4% em 1º Trim/17 e no EAD saiu de 14,8% para 13,0%. Os números operacionais geram boas expectativas para a evolução do faturamento da companhia que divulgará seu balanço do 1º Trim/18 no próximo dia 11.

Dividendos do Banrisul (BRSR6). O banco anunciou dividendos complementares de 2017, no valor de R$ 0,04938272 por ação. Os acionistas posicionados no dia 03 de maio (próxima quinta) receberão o valor em 30 de maio. O yield, no entanto, é pequeno, de 0,2%.
 

AGENDA DE DIVIDENDOS
 


 

AGENDA DE RESULTADOS
 

 

Bons negócios


« Voltar