Menu

Notícias

26/02/2019

Diário Matinal Coinvalores - 26 de fevereiro de 2018

Bom dia,

 

Holofotes do mercado seguem em Brasília. Destaque hoje cedo para a sabatina do indicado por Bolsonaro para ser presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, na comissão de assuntos econômicos do Senado. O novo presidente do Bacen ainda não deu muitas declarações e a sabatina será acompanhada de perto pelo mercado para sinais sobre a condução da política monetária com o banco sob a sua batuta. Ainda em Brasília, hoje é um dia importante para a tramitação da reforma da previdência, quando Bolsonaro deve receber os líderes da Câmara no final da tarde. A repercussão do encontro, no entanto, deve ser sentido apenas no pregão de amanhã. Entre os indicadores, a sondagem da indústria mostrou avanço na confiança do segmento em fevereiro, enquanto a sondagem do comércio mostrou leve deterioração, vindo de fortes altas nos meses anteriores, sem grandes surpresas nos dois índices.

 Realização lá fora. Sem grandes novidades e vindo de um pregão positivo com o anúncio de Trump no Twitter, que comentamos ontem, as Bolsas da Ásia fecharam no campo negativo e a Europa abre na mesma direção. O único indicador no radar por lá, a confiança do consumidor alemão, veio dentro do esperado. Nos EUA, os futuros também apontam para uma abertura no vermelho em dia que promete ser agitado, com dados do mercado imobiliário sendo divulgados no decorrer da manhã e, no comecinho da tarde, lá como cá o chair da autoridade monetária é sabatinado pelo Senado. Jerome Powell faz sua visita semestral à casa e o mercado aguarda uma sinalização para os juros nesse ano, torcendo por um tom mais dovish, talvez sem novas altas em 2019.

  

 Unidas (LCAM3) tem sólido trimestre. Os números da companhia vieram dentro do esperado nesses últimos três meses de 2018, com a comparação entre o 4T18 e o 4T17 ainda distorcida pela incorporação da Unidas pela Locamerica. Em terceirização de frotas, o efeito disso foi um avanço de 65% no número de diárias entre os dois períodos. Ponto negativo do segmento foi a redução da tarifa mensal média, compensada pela maior taxa de utilização. No segmento rent a car, onde a Locamerica não atuava, a comparação é Unidas x Unidas. E a companhia mostrou boa evolução de 51% na receita líquida da divisão, fruto do aumento de 46% no número de diárias e de 3,6% no valor da diária média, ainda que a taxa de ocupação tenha se retraído um pouco na comparação entre os trimestres. A companhia apresentou esse crescimento mesmo com uma redução no total de lojas de rent a car. Foram seis lojas a menos no final de 2018, mas com o mix pendendo mais para lojas próprias e menos para franquias ao final do período, invertendo o que ocorria anteriormente, quando franquias era maioria. Seguimos com uma visão positiva para os papéis da companhia, mas não consideramos o resultado um catalisador muito forte para os papéis, tendo em vista que os números vieram dentro do esperado.

Aquisições impulsionam o resultado da NotreDame (GNDI3). Ao longo do ano de 2018, a companhia manteve os investimentos na revitalização de importantes unidades próprias (hospitais e centros clínicos) e nas aquisições recentes de hospitais e operadoras de saúde, melhorando assim os seus números. A receita líquida consolidada apresentou aumento de 16,2%, comparado com o 4T17, resultado do crescimento nas três linhas de sua receita, planos de saúde (17,3%), planos odontológicos (12,1%) e serviços hospitalares (7,2%). O EBITDA também cresceu 16,2% comparado com o mesmo período do ano anterior e o lucro líquido foi 25,3% maior, na mesma comparação. Para 2019, a empresa espera a continuidade das reformas de hospitais e centros clínicos, sendo progressivamente concluídos, além do contínuo aprimoramento das ferramentas de gestão e comunicação e as sinergias das aquisições sendo capturadas.

Marcopolo (POMO4) reporta bom desempenho. O volume de vendas no mercado doméstico cresceu mais de 60% em um ano, com a recuperação da demanda e o ganho de market share em micro-ônibus e ônibus urbanos. Suas operações internacionais também apresentaram melhora, sobretudo em razão do maior faturamento na unidade Polomex, no México. Soma-se a isso o rígido controle sobre custos e despesas e o EBITDA da companhia cresceu 63,7% frente ao 4T17. Excluindo efeitos não recorrentes relacionados ao aumento de provisões neste trimestre, o EBITDA teria dobrado no período, com ganho de 2,2 p.p. na margem. O lucro líquido, de toda forma, foi beneficiado pelo melhor resultado financeiro, subindo 93% em um ano. Suas ações devem responder de forma positiva à divulgação.

Resultado fraco da BR Distribuidora (BRDT3). Os números reportados pela companhia ficaram aquém das expectativas neste 4T18, com o EBITDA ajustado caindo 26,8% em doze meses. Esse desempenho reflete principalmente a piora no mercado de grandes consumidores, onde houve redução no volume de venda para térmicas, e no segmento de aviação, onde algumas revisões contratuais levaram a queda no volume e aumento das provisões. Também houve efeito negativo da retração do preço dos combustíveis sobre estoques e deterioração no mix. Ainda assim, o lucro líquido apresentou expressiva melhora, saindo de R$ 531 milhões no 4T17 para R$ 1.605 milhões agora, sobretudo em razão do resultado financeiro, alavancado pelo recebimento de parcelas do acordo de confissão de dívida da Eletrobras. As ações BRDT3 devem responder de forma negativa ao balanço.

JSL (JSLG3) anuncia IPO da Vamos. Papéis da companhia devem responder positivamente à notícia sobre a oferta da empresa de locação de caminhões, máquinas e equipamentos. A companhia não fixou a quantidade de ações que serão vendidas na oferta, que será primária e secundária, mas o Broadcast noticiou que “a empresa quer captar R$ 1,3 bilhão”.

brMalls (BRML3) vende ativo em Sete Lagoas. A companhia comunicou a venda de sua participação de 70% no shopping mineiro por R$ 46,2 milhões. O cap rate, que é a geração de caixa do empreendimento em relação ao preço da venda, é de 8,6%, o que consideramos positivo para a empresa.
 

  

Bons negócios.

 


« Voltar